Lição De Solo De Guitarra: Como Criar Solos De Guitarra Espectaculares

de Tom Hess


Não é o que tu tocas, mas sim como tu o tocas.

Há muitas maneiras de criar solos de guitarra. A maioria dos guitarristas concentram-se sobre “no que tocar” ao invés de se concentrarem em como tocar as coisas. Facto é, que os tons do fraseado (como as notas são tocadas), frequentemente, significam MAIS do que as notas que nós de facto tocamos. Quantas vezes ouviste alguém tocar um solo de guitarra sem muita emoção? Muitas das vezes não havia nada de errado com a escolha de notas. Faltou emoção e interesse ao solo porque o “fraseado” era fraco.

O fraseado de guitarra (Guitar Phrasing) é o aspecto mais importante para criar grandes solos de guitarra, contudo, poucos guitarristas aprendem desenvolver este elemento fundamental no seu tocar de guitarra.

Um das melhores coisas que podes fazer para criares melhores solos de guitarra, é estudares os teus cantores favoritos cuidadosamente. No início dos anos 90 eu comecei a estudar os estilos vocais dos meus cantores favoritos. Eu aprendi a tocar na guitarra todos os pequenos nuances e vibrato do fraseado vocal deles… e o mais importante, os contextos musicais nos quais eles fazem vários fraseados e escolhas de vibrato ao cantar. Os cantores não podem fazer muitas das coisas que nós podemos fazer na guitarra, mas eles podem naturalmente, e sem esforço fazer coisas que não são comuns (mas possíveis) de fazer na guitarra.

Ouve os teus cantores favoritos e nota a diferença entre o fraseado vocal (como eles cantam notas e frases) deles, e o teu fraseado de guitarra (como tu tocas as notas e frases). Depois, escuta cuidadosamente, o modo de como estes cantores constroem as suas frases e compara isso com a maneira como tu crias os teus solos de guitarra. Quando realmente, prestares atenção a isto, provavelmente, farás algumas observações muito boas e poderosas. Esta pode ser que seja uma das melhores lições de solo de guitarra que possas ter. Pode ser uma experiência de abrir os olhos (e ouvidos) que te pode levar a descobrir MUITAS ideias novas que podes usar para criares os teus próprios grandes solos de guitarra.

Agora vamos ter uma lição de solo de guitarra…

Aqui estão três coisas que podes aprender a implementar no teu tocar imediatamente, para que possas fazer melhores solos de guitarra consistentemente.

Vibrato Retardado: Ouve quantos cantores cantam uma nota (sem vibrato no princípio), e só alguns momentos depois começam a aplicar o vibrato. A vasta maioria de guitarristas não faz isto quando solam; ao invés eles aplicam imediatamente o vibrato à nota. Embora, isto também possa soar bem, tornasse repetitivo aplicar imediatamente o vibrato quando o usas. Sendo assim, toca uma nota na tua guitarra, deixa-a soar naturalmente (sem vibrato) por um momento, e depois aplica o vibrato. Além de criar um “estilo de tocar guitarra mais vocal” também podes notar que a nota que há pouco tocaste sustem-se soando por mais tempo (mais sobre isto no vídeo abaixo).

Movimentos Entre Notas: Como sabes, quando tocando notas num piano a habilidade de “dobrar” notas não existe. Frequentemente, os cantores “dobram” as notas em ambas as direcções (acima e abaixo na tonalidade), embora o dobrar a tonalidades mais baixas seja mais comum na maioria dos estilos vocais. Os guitarristas, frequentemente, dobram notas, mas 99% das vezes só dobram as notas para cima (na tonalidade). (mais sobre isto no vídeo abaixo).

Expressão Emocional Intuitiva: Muitas vezes, os cantores manipulam intuitivamente, a tensão e dissonância. Eles cantam a 9ª de um acorde porque cria um sentimento emocional muito específico. A maioria (não de jazz) dos guitarristas tocariam naturalmente a raiz quando compondo um solo de guitarra (especialmente ao término de uma frase). Isto acontece porque os guitarristas estão, tipicamente, pensando em padrões e posições de escalas. Além disso o ouvido está condicionado para achar as notas consonantes no começar e terminar das frases, quando criando (ou improvisando) solos de guitarra. Os cantores não têm que pensar em padrões, ou posições de escalas. Eles só se concentram na sua intuição - a emoção de cada nota que eles cantam. Isto resulta em opções mais naturais para o cantor (comparado a muitos guitarristas inexperientes) nos começos e fins das frases.

Vê o vídeo abaixo para veres exactamente, sobre o quê eu estou a falar, e ouve uma demonstração ao vivo de cada coisa que eu falei.
 


Para teres mais ajuda para o teu tocar de guitarra vê as minhas 10 dicas de solo de guitarra gratuitas  (Guitar Solo Tips).
 


Learn about online guitar lessons.
 

© 2002-2014 Tom Hess Music Corporation